2007 – Fernando de Brito Mateus

Fernando de Brito Mateus 1
Faleceu no passado dia 23 de Maio na sua residência sita na Rua de Cabo da Boa Esperança, n.º 15 – 2.º D. Cova da Piedade, uma das mais notáveis personalidades deste concelho, ao qual dedicou ao longo de mais de meio século todo o seu saber, coragem e determinação.
Com origem numa modesta família de Setúbal, as vicissitudes da vida e a necessidade de as ultrapassar de acordo com padrões de honestidade moral, lealdade, competência, e solidariedade, irão modelar a sua personalidade e determinar as suas opções culturais, profissionais e ideológicas.
Cidadão de Almada desde 1954, aqui fez desde então a sua vida, marcada pela dedicação à causa do Associativismo Popular, da luta pela instauração da Democracia, da Liberdade e do Poder Local Democrático, tendo pertencido à Comissão Administrativa da Câmara Municipal de Almada, nomeada em 1974 pelo Governo Civil de Setúbal, e presidido à Assembleia de Freguesia da Cova da Piedade em 1989.
Iniciando a sua actividade profissional no Arsenal de Marinha no Alfeite como ajudante de apontação, reforma-se daquele estabelecimento fabril militar em 1980 como Director de Pessoal, cargo para o qual foi nomeado em 1975 por proposta consensual entre a Administração do referido estaleiro e a Comissão de Trabalhadores.
Para que se conheça melhor o percurso de vida deste cidadão empenhado, honesto e generoso, amigo leal e solidário, marido e pai dedicado, aqui deixamos uma breve sinopse cronologia de Fernando de Brito Mateus.
Na impossibilidade de poder agradecer pessoalmente a solidariedade manifestada por quantos o estimaram e acompanharam ao longo da vida, a família vem deste modo expressar os seus maiores agradecimentos.

– Fernando de Brito Mateus nasceu a 24 de Janeiro de 1932 na Rua Formosa, freguesia de Bocage, concelho de Setúbal, filho de Augusto Mateus e de Idalina de Brito Arroja

– 1934-1949 – Vive com a família em Lisboa, beneficiando do apoio prestado pela tia-avó Maria dos Mártires, vendedeira na Praça da Figueira.

– 1938 – Ingressa na Escola Primária n.º 26, concluindo o ensino básico em 1942.

– 1942 – Com apenas 10 anos de idade começa a trabalhar na Praça da Figueira.

– 1944 – Passa a frequentar o ensino nocturno na Escola Comercial Veiga Beirão, enquanto trabalha em Santa Apolónia no escritório do despachante Laerte Simões.

– 7 de Fevereiro de 1947 – É admitido como ajudante de apontação nos quadros do pessoal do Arsenal de Marinha, no Alfeite.

– 1950 – Conclui o Curso Complementar do Comércio.

– 1952 – Passa a residir com os pais e os irmãos na Rua Fernão Mendes Pinto, em Almada.

– 1 de Agosto de 1953 – Casa no posto do Registo Civil situado na Rua do Salitre, em Lisboa, com Lídia Guerreiro Martins, nascida a 1 de Agosto de 1933 na freguesia de Bocage, concelho de Setúbal, filha de Joaquim Martins e Maria do Nascimento Guerreiro.

– 1954 – Vive com a esposa, Lídia Guerreiro Martins de Brito Mateus, na Rua Fernão Mendes Pinto em Almada, onde lhes nasce a 2 de Janeiro de 1954 o primeiro filho, baptizado com o nome de Carlos Fernando Martins de Brito Mateus, após o que passam a residir na Avenida da Fundação, freguesia de Cova da Piedade.

– 1956 – Torna-se associado da Cooperativa de Consumo Piedense, na qual vem a ministrar o ensino de caligrafia, dactilografia e noções de comércio.

– 1958 – Apoia a candidatura do general Humberto Delgado à presidência da República,
como membro da Comissão Democrática Eleitoral (CDE).

– 1959 – Participa nas redes de resistência clandestina ao regime ditatorial apoiando iniciativas desencadeadas do Partido Comunista Português.

-1960 – É membro da Comissão de Gestão dos Serviços Médico-Sociais da Cooperativa de Consumo Piedense, de cujo regulamento foi co-autor.

– 1963 – É eleito presidente da Mesa da Assembleia-geral da Cooperativa de Consumo Piedense.

– 1963 – Representa a Cooperativa Piedense na Direcção Regional do Sul da UNICOOP, instituição em cujos orgãos centrais partilhou o cargo de Presidente da Mesa da Assembleia-geral com o Presidente da Mesa da Assembleia-geral da Direcção Regional do Norte

– A 29 de Maio de 1963, nasce na Rua Cabo da Boa Esperança, n.º 15 – 2.º D. freguesia de Cova da Piedade o segundo filho do casal, baptizado com o nome de Paulo Manuel Martins de Brito Mateus.

– 1964 – Membro da Comissão de Gestão dos Serviços Médico-Sociais da Cooperativa de Consumo Piedense.

– 1965 – É eleito Presidente do Conselho Fiscal da Cooperativa de Consumo Piedense.

– 1966 – É eleito Primeiro Secretário da Direcção da Cooperativa de Consumo Piedense.

– 1967 – É eleito Presidente da Direcção da Cooperativa de Consumo Piedense.

– 1967 – É eleito Relator do Conselho Fiscal da Cooperativa de Consumo Piedense.

– 1968 – Participa no movimento de associados da Sociedade Filarmónica União Artística Piedense (SFUAP), que sanearam daquela prestigiada colectividade os elementos da direcção afectos a ditadura, alguns dos quais conhecidos funcionários da PIDE.

– 1968 – É eleito para os corpos gerentes da Sociedade Filarmónica União Artística Piedense (SFUAP).

– 1969 – Dá início a um período de colaboração com jornal «A Capital», para o qual escreve artigos de opinião e notícias relacionadas com o cooperativismo e economia publicados no suplemento quinzenal “Economia & Técnica”.

– 1974 – É eleito membro da Comissão de Trabalhadores do Arsenal de Marinha no Alfeite.

– 1974 – Adere formalmente ao Partido Comunista Português.

– 16 de Maio de 1974 – Na sequência de nomeação ocorrida num grande plenário que juntou parte considerável da população do concelho, é empossado pelo Governador Civil de Setúbal no cargo de membro da Comissão Democrática Administrativa da Câmara Municipal de Almada.

– 1975 – É nomeado, por proposta consensual da Administração e da Comissão de Trabalhadores, Director de Pessoal do Arsenal de Marinha no Alfeite.

– 1975 – Por enerência do cargo de Director, passa a fazer parte do Conselho de Administração do Arsenal de Marinha no Alfeite.

– 1975 – Faz parte do Conselho de Directores dos Estabelecimentos Fabris Militares.

– 20 de Março de 1976 – Preside à II.ª Assembleia Popular do Concelho de Almada que teve lugar no salão de festas da Sociedade Filarmónica Incrível Almadense.

– 1977 – É cooptado como membro da Comissão Concelhia de Almada do Partido Comunista Português.

– 1978 – É louvado em Ordem do Dia pelo Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas, General Loureiro dos Santos.

– 1980/1992 – Eleito sucessivamente membro dos corpos gerentes da Sociedade Filarmónica União Artística Piedense (SFUAP).

– 31 de Dezembro de 1980 – Passa à situação de reforma com a categoria de Director do Arsenal de Marinha no Alfeite.

– 1981– Em colaboração com João Jorge Tavares da Gama procede à organização da contabilidade e contas de gerência da União de Reformados Pensionistas e Idosos do Conselho de Almada (URPICA).

– 1982/1984 – Introduz o sistema POC na organização contabilística da URPICA, continuando a colaborar na elaboração das contas de gerência.

– 1983 – Membro da Direcção da União dos Resistentes Anti Fascistas Portugueses (URAP).

– 1983/1997 – Membro da Comissão de Redacção do Boletim da URAP.

– 1985/1987 – É eleito Presidente da Assembleia-geral da União dos Reformados Pensionistas e Idosos do Concelho de Almada (URPICA).

– 1989/1998 – É eleito sucessivamente Presidente da Mesa da Assembleia-geral da Associação de Iniciativas Populares para a Infância do Concelho de Almada (AIPICA).

– 1993/1997 – É eleito Presidente da Assembleia de Freguesia de Cova da Piedade pela Coligação Democrática Unitária (CDU).

– 1999 – É co-autor, com António M. Neves Policarpo, da obra: “Cova da Piedade, da Primeira República ao 25 de Abril de 1974”, edição da Junta de Freguesia de Cova da Piedade.

– 2000 – É galardoado pelo Município com a Medalha de Ouro da Cidade de Almada.

– 2001 – Escreve a obra “Há Sempre Alguém que Resiste”, edição da Junta de Freguesia de Cova da Piedade.

– 23 de Maio de 2007 – Morre na sua residência na Avenida da Fundação, n.º 15 – 2.º D. freguesia de Cova da Piedade, sendo cremado no cemitério do Alto de S. João no dia 25 do mesmo mês.
Veja mais em ::::> Arsenal do Alfeite

Gabriel Quaresma

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s